Ramirez lança latas com +10% de atum

Como resposta social a este momento que a todos afeta, a Ramirez decidiu colocar no mercado latas com +10% de atum nos produtos de maior rotação, o atum em óleo vegetal e o atum em azeite, sem que os preços de referência se alterem.

«Este contexto de epidemia mundial obriga-nos a repensar a nossa atividade e a encontrar soluções construtivas! Todos temos de contribuir», explica Luis Avides Moreira, administrador adjunto.

A Ramirez quer estar à mesa dos portugueses em todos os momentos – de alegria ou de adversidade.

Ramirez mantém a produção apesar da COVID-19

A Ramirez continua a laborar na máxima força, apesar do mundo enfrentar hoje um inimigo comum, invisível e implacável – a COVID-19. Todos na Ramirez têm consciência que as conservas de peixe são, em contextos como este, um bem de primeira necessidade.

Face à dinâmica epidemiológica que o País, a Europa e o Mundo têm vindo a assistir, a Ramirez adotou uma série de medidas preventivas, das quais se destaca: o cancelamento de todas as visitas comerciais presenciais; a criação de sala de isolamento; a medição da temperatura diária de todos os colaboradores; o teletrabalho dos nossos colaboradores do back-office e equipa comercial; a criação de condições para a lavagem e desinfeção mais frequente das mãos; a obrigatoriedade de uso de máscara e luvas; a promoção de regras de etiqueta respiratória; a promoção do distanciamento social de profissional; a criação de diversos horários de almoço para evitar concentração de pessoas; o reforço da frequência de limpeza das superfícies e equipamentos de contacto; e o reforço da vigilância de contactos próximos.

Ramirez 1853

1853

Sebastião Ramirez estabelece a S. Ramirez, uma fábrica, situada em Vila Real de Santo António, com duas actividades: a produção de tecidos de juta e a preparação de atum em salmoura.